CCI

Educação Infantil e Ensino Fundamental

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Buscar no site
Facebook Twitter Google+ Instagram Gmail PositivoON

Área restrita


Acesso Rápido

Notícias

Literário: Campanha da honestidade 8º ano


“Um país sem corrupção depende da honestidade de seu povo”

Francianne de Fátima

Temas polêmicos, como ética, moral e honestidade, são complicados de se falar com nossos filhos. A corrupção, por exemplo, se instalou nos quatro cantos do país. Diferente do que pensa a maioria, essa “epidemia” não é algo característico apenas dos políticos e partidos e não contaminou somente o Congresso Nacional e as Câmaras Federal, Municipal e Legislativa. A contaminação é geral!

Há algum tempo, a literatura resolveu se aliar à justiça e à Educação para extirpar esse mal do nosso convívio. Um dos literatos que encontrou a maneira certa de abordar a questão em casa e na escola foi o escritor Júlio Emílio Braz, por meio do seu livro “Corrupto!”. A obra propõe uma reflexão sobre o assunto, considerado hoje um dos mais polêmicos e vergonhosos de toda a história.

No 8º ano, o professor Bruno (Filosofia) realizou um trabalho de conscientização a respeito desse tema. A abordagem do educador consistiu na identificação das variadas formas de corrupção. A partir da narrativa, os alunos perceberam a incidência do crime em diversas situações, como a que envolve os adolescentes Herbert e Denise cujo pai é acusado de desvio de verba da Presidência.  

Exemplos simples, inclusive do cotidiano, foram discutidos e apontados na campanha da honestidade. Na entrada do CCI, os estudantes dispuseram doces numa mesa, ao lado da caixinha onde seria depositado o dinheiro pela compra das guloseimas. Nesse período, aqueles que se aproximavam eram colocados à prova: ou compravam ou surrupiavam os produtos quando ninguém estivesse observando.

Infelizmente, vimos passar por ali tanto os honestos quanto os desonestos. Nem mesmo as frases de impacto (“Não adianta reclamar de quem rouba se eu faço o mesmo”, “Confiamos em você”, etc) foram capazes de impedir que a “praga” do século XXI fosse achada entre nós. Isso é um alerta de que precisamos aprender a lidar com o problema sem nos contaminarmos com ele. Façamos o que é certo sempre, pois há Quem tudo sabe, tudo vê e tudo há de julgar.  

imagem

imagem

imagem

Mais fotos nesse link

Responsável  

imagem



© Copyright 2000 Todos os Direitos Reservados - CCI, CCI Sênior & CLAT
QN - Samambaia/DF - CEP 72.319-502
Telefones: (61) 3048.8200 / (61) 3048.8205 / (61) 9115-5707

Facebook Twitter Google+ Instagram Gmail PositivoON